3 comments on “K.L-Konlinux – What have we been doing? O que estamos fazendo?

  1. COMO IMPLEMENTAR PARA ATENDER NOSSAS NECESSIDADES?

    Many enterprises move to open source solutions for their virtualized infrastructure to guarantee full access to all functionalities, further reduce costs, and deliver high security and reliability. By migrating from VMware, Microsoft or Citrix to Proxmox VE, you gain the ability to manage physical, virtual, and cross-platform, adapt cloud computing to your business needs through greater choice, and achieve greater value for less cost.

    The following table shows Proxmox VE features compared to competitors in server virtualization:

    A principal meta é reduzir custos, garantir maior segurança nas operaçẽos, e gerar empregos e renda.

    Uma empresa só tem sentido de exitir para oferecer bons produtos, ampliar o acesso de todas as classes aos seus produtos e serviços, gerar empregos e renda, mantendo a segurança ambiental contribuir sempre para melhoria da qualidade de vida.

    Para atender a essa filosofia, política e cumprir o seu programa, Linux é a ferramente que prontamente responde. Conhecimento, riqueza, conhecimento e condições de promoção do ser humano são metas que o Opensource traz no seu DNA.

    Darcy – Conhecimento é um bem da Humanidade.
    Freedom, Freiheit, Liberté, Libertad, Liberdade e paz com excelente qualidade de vida.

    Like

  2. Program Logic – Prolog.

    O processo é simples: Monta-se o banco de dados com todos os itens, usando um editor comum. Salva-se os dados em um arquivo que será acessado pelo “swipl”.

    A compilação pode ser feita diretamente no prompt do “swipl” ? :- [empregado]. (ponto final)

    por que “empregado” porque já salvamos o arquivo: “empregado.pl”, isso significa que uma vez encontrado, o prolog estará pronto para apresentar os resulados da pesquisa que for sendo efetuda.

    Geralmente neste ponto queremos carregar um programa Prolog para que o interpretador “aprenda” novos predicados. Para tal, podemos usar o predicado consult, passando como único argumento um átomo que é o nome do arquivo (programa Prolog) sem a extensão .pl. P

    Like

  3. Geralmente neste ponto queremos carregar um programa Prolog para que o interpretador “aprenda” novos predicados. Para tal, podemos usar o predicado consult, passando como único argumento um átomo que é o nome do arquivo (programa Prolog) sem a extensão .pl. Podemos também escrever o nome de um arquivo entre colchetes. Não havendo erros de sintaxe, o intrepretador mostra uma mensagem informativa e seu predicado é avaliado como verdadeiro.
    A seguir fazemos consultas ao interpretador, o que equivale a executar programas. Um programa pode ser alterado e reconsultado indefinidamente.
    Para terminar a execução do interpretador, usa-se a proposição halt. A imagem a seguir apresenta a carga de um programa (familia.pl), a avaliação de proposições e o encerramento do interpretador.
    O projeto konger consiste no desenvolvimento de um interpretador multiplataforma (com versão para Windows e Linux).
    Este projeto foi criado com a esperança de contruibuir com a redução de custos da Informatização dos negócios, proporcionando um programa gratuito e que roda num sistema operacional gratuito. O Konger pode ser usado em laboratórios de informática dado que ele estimula o raciocínio lógico do usuário ou experts em TI.

    Darcy- Conhecimento é um bem da humanidade – Opensource Liberdade!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.